Pauta Baiana
A Notícia com tempero que só tem na Bahia!

COORDENADORA DO NRS SUL DA SESAB ALERTAPARA A IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID 19

O Brasil chegou a 595.520 mortes por COVID-19 o que demonstra que a pandemia ainda não acabou e é preciso manter a vigilância. Para combater a pandemia, a vacinação já comprovou que é a medida preventiva mais eficaz, assim como em diversas outras doenças infecciosas e imunopreveníveis.

A coordenadora do Núcleo Regional de Saúde Sul da Sesab, a enfermeira Domilene Costa, ressalta a importância da ampliação da cobertura vacinal como ferramenta mais eficaz de controle da pandemia.

Por esse motivo, a Bahia avança no Plano de Imunização e já aplicou a primeira dose do imunizante em mais de 77% da população de 12 anos e mais. Todas as vacinas utilizadas foram aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e têm eficácia comprovada. Ainda assim, casos raros de manifestação da doença após a imunização completa podem ocorrer.

“Nenhuma vacina tem eficácia de 100%, portanto há sim a possibilidade de mesmo com as duas doses da vacina apresentarmos doença. A importância da vacina é que ela minimiza muito a chance de agravamento”, explica Domilene.

O ganho coletivo do avanço da vacinação tem reflexos na grande diminuição dos números de óbitos e internamentos por covid-19. “A efetividade desse tipo de vacina é comprovada, tanto que reduziu drasticamente os casos de internações e óbitos naqueles grupos priorizados inicialmente, como foram os idosos e profissionais de saúde”, ressalta.

Além disso, outro fator que fortalece a necessidade de ampliar ainda mais a vacinação é a circulação, no Brasil, da variante Delta. No Sul d Bahia, há oito casos confirmados da variante, através do sequenciamento realizado pelo Laboratório Central ( LACEN). Na Bahia já são contabilizados 72 casos, com um aumentos de 500% em apenas cinco dias.

O Núcleo Regional de Saúde vem atuando junto aos municípios no intuito de acompanhar o quantitativo de doses aplicadas além de monitorar e apoiar as ações para intensificação vacinal no território.

“A Delta é considerada a variante com maior transmissibilidade do vírus, e precisamos portanto manter a cobertura vacinal da população acima de 80%, para garantir diminuição de casos e mitigação da pandemia”, afirma Domilene Costa. “Mesmo os vacinados com as duas doses ainda podem transmitir a doença, sendo assim, ainda há necessidade de uso de máscara, higiene das mãos, distanciamento social e evitar aglomeração”, finaliza a coordenadora do NRS Sul.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.