Pauta Baiana
A Notícia com tempero que só tem na Bahia!

FARDO DE NAVIO NAZISTA É ENCONTRADO NA PRAIA DO SUL, EM ILHÉUS

Turistas e nativos que caminhavam na zona sul de Ilhéus, na manhã desta sexta-feira (19), se depararam com “caixa” coberta por organismos marinhos. As caixas são semelhantes às encontradas na orla da Região Metropolitana de Salvador e nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte, onde embarcação alemã afundou em 1944.

O material foi avistado na praia do Sul, em Ilhéus. A enfermeira Geovana Almeida disse ao PIMENTA que caminhava pela praia, por volta das 7h30min, quando viu o objeto, que tem formato de mala.  A descoberta logo atraiu curiosos, que acionaram o “Senhor Google” em busca de informações que auxiliassem na identificação do objeto.

O material, de borracha, seria parte da carga de um navio nazista que afundou após tentar entrar na costa brasileira em plena Segunda Guerra Mundial, nos anos 1940, conforme o oceanógrafo Carlos Teixeira, da Universidade Federal do Ceará (UFC). As pesquisas do professor da universidade cearense começaram em 2018, quando fardos começaram a aparecer na costa brasileira, primeiro no Ceará.

Segundo a pesquisa do professor, a carga fazia parte do navio SS Rio Grande. Os alemães, conforme entrevista de Teixeira ao Correio24h em agosto deste ano, usavam o nome português para confundir os adversários em plena Segunda Guerra. Com o SS Rio Grande, a estratagema furou. A embarcação foi torpedeada em 4 de janeiro de 1944 por embarcações de guerra norte-americanas próximo a Natal, capital do Rio Grande do Norte.

No ataque dos Aliados contra os nazistas, uma pessoa da embarcação morreu, 71 ficaram feridas e o navio afundou a mais de 5,7 mil metros de profundidade, de acordo com o professor Carlos Teixeira. Ainda intriga os pesquisadores o que fez a carga voltar à superfície. Das teorias aceitáveis, diz o professor, a descoberta da embarcação por grupos piratas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.