Pauta Baiana
A Notícia com tempero que só tem na Bahia!

CVR APOIA CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS DE ITABUNA

O 22 de Novembro é o Dia do Reciclador e da Reciclagem de Lixo. No sul da Bahia, em 2021 a data pode ser celebrada com um momento marcante na vida desses trabalhadores. Depois de 30 anos, a Prefeitura de Itabuna desativou o lixão onde dezenas de pessoas atuavam em situação degradante e passou a destinar os resíduos para a CVR Costa do Cacau, empresa localizada às margens da Rodovia Jorge Amado (Ilhéus-Itabuna), credenciada para atender as determinações do Plano Nacional de Saneamento.

A empresa, por meio de uma parceria com a Prefeitura, informa que ofereceu bolsas-auxilio financeiro durante seis meses para a famílias que trabalhavam no lixão. A CVR também apoiou todo o processo de transição para atuação na área de reciclagem, que incluiu a realização do 1º Seminário de Capacitação e Formação dos Catadores, e originou a criação da Associação de Agentes Ambientais e Catadores de Materiais Recicláveis de Itabuna (AACRRI), que reúne cerca de 160 catadores.

CENTRO DE TRIAGEM

Com investimentos da CVR Costa do Cacau, está em fase final de implantação um Centro de Triagem de Materiais Recicláveis em Itabuna, com esteiras de separação, prensas e a utilização, por parte dos trabalhadores, de equipamentos de proteção individual (EPIs).

O presidente da Associação, Emerson Ferreira Santos, afirma que a expectativa é grande. E explica o motivo: “poderemos ter condições dignas de trabalho e sustentar nossa família”. Ele completa. “A CVR tem sido fundamental nesse processo, através da concessão de bolsas auxilio e na instalação do espaço de triagem de material”.

Além do Centro de Triagem, estão sendo implantados, também com a participação da CVR, oito ecopontos no centro e nos bairros de Itabuna, para a coleta de resíduos que serão processados pelos catadores. Cada ecoponto terá capacidade para armazenagem de 2.500 litros de resíduos

O gerente comercial da CVR Costa do Cacau, Maurício Ramos Sena afirma que “o foco da empresa é a conservação ambiental, com a destinação correta de resíduos. “Mas assumimos o compromisso de não desamparar as famílias que atuavam no lixão e, mais do que isso, oferecer a elas condições dignas para atuar na reciclagem, um setor com imenso potencial de crescimento e consequentemente de geração de emprego e renda”.

O Brasil produz cerca de 80 milhões de toneladas-ano de resíduos urbanos. Se o lixo não for separado corretamente, apenas 1% dele pode ser reciclado. Por outro lado, quando as pessoas separam o lixo em casa, a taxa de reaproveitamento passa de 70%.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.