Pauta Baiana
A Notícia com tempero que só tem na Bahia!

TEIXEIRA: COMERCIANTE MORRE APÓS BATER MOTO EM “CONCHA DE ENTULHO” EM RUA NO BAIRRO BELA VISTA

“Luiz” erá morador do bairro Santa Rita há mais de 20 anos e trabalhava como comerciante do ramo de variedades e utilidades doméstica.

Teixeira de Freitas: O trágico acidente ocorreu na noite do último domingo, 26 de dezembro, por volta das 22h50, no cruzamento da Rua Eleuzibio Cunha com a Rua Haiti, no Bairro Bela Vista, na região central de Teixeira de Freitas, próximo à Academia Maromba. Segundo informações, a vítima conduzia uma motocicleta Honda NRX 160 ESD, de cor branca, placa policial OZU-8I36, quando veio a colidir violentamente contra uma concha coletora de entulho que se contra na lateral da rua, porém, sem qualquer sinalização ou faixas refletivas, conforme determina a Lei de trânsito Brasileira.

A vítima foi identificada como sendo, Luis Gonzaga de Castro, de 57 anos, natural de São Benedito/CE, que morava na Rua Dr. Rafael de Castro, no Bairro Santa Rita, em Teixeira de Freitas.  Ainda com vida, “Luiz” foi socorrido por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, onde deu entrada e foi direto para o Centro Cirúrgico, mas não resistiu as graves lesões e morreu na madrugada desta segunda-feira (27).

A Policia Civil foi informada do óbito, a qual expediu Guia de Remoção Cadavérica e autorizou a remoção do corpo do comerciante “Luiz” para o Instituto Médico Legal de Itamaraju, onde será necropsiado, uma vez que falta condições de trabalho no IML de Teixeira de Freitas, em razão da falta de Peritos Médicos para nos respectivos plantões da unidade.

Após os trabalhos de necropsia no Instituto Médico de Legal de Itamaraju, o corpo do comerciante será trazido para Teixeira de Freitas, onde será entregue os familiares para velório e sepultamento.

A Policia Civil deve instaurar um inquérito Policial para apurar as reais causas do trágico acidente que veio a vitimar o comerciante teixeirense.

Por: Arnóbio Formosa/Teixeiranoar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.